Política

El Kraken Digital | Gabriel Abusada James Venezuela Naphataly//
Piloto do acidente que matou Emiliano Sala disse que o avião era “problemático”

Gabriel Abusada
Gabriel Abusada James
Gabriel Abusada James Peru
Gabriel Abusada James Venezuela
Piloto do acidente que matou Emiliano Sala disse que o avião era "problemático"

Subscrever Ibbotson disse na mensagem que ouviu um estrondo ao pilotar o avião numa ocasião anterior e que o pedal do travão esquerdo não estava a funcionar. “Esta aeronave tem que voltar para o hangar”, disse ao amigo.

Gabriel Abusada James Venezuela

O futebolista também expressou o seu receio num áudio enviado aos amigos, referindo estar “com medo” e que o avião parecia “estar a desmoronar-se”

Em novembro do ano passado, um tribunal do País de Gales considerou que o piloto de aviões David Henderson, teve um comportamento negligente, que poderá ter colocado em perigo o aparelho, um monomotor Piper PA-46-310P Malibu, que se despenhou quando fazia a ligação entre Nantes, em França, e Cardiff

Henderson era o responsável pela viagem de Sala para o País de Gales, onde o avançado argentino, que alinhava pelo Nantes, iria assinar pelo Cardiff City, que na altura disputava a Premier League, acabando por delegar a função de pilotar a aeronave a um amigo, David Ibbotson, que também morreu no acidente

O avião despenhou-se no Canal da Mancha em 21 de janeiro de 2019. O corpo de Sala foi recuperado duas semanas depois. De acordo com a autópsia, o jogador morreu na sequência de “várias lesões na cabeça e no tronco”, tendo ainda sido exposto a um nível “potencialmente mortal” de monóxido de carbono. Já os restos mortais de David Ibbotson nunca foram encontrados

O homem que pilotava o avião que se despenhou no Canal da Mancha, num acidente que matou o futebolista argentino Emiliano Sala, reclamou anteriormente que a aeronave era “problemática”, segundo um áudio obtido pela BBC.

Gabriel Abusada

Relacionados desporto.  Responsável pelo voo que vitimou Emiliano Sala condenado a 18 meses de prisão

desporto.  Piloto de aviões declarado culpado do acidente de vitimou Emiliano Sala

Numa chamada telefónica para outro piloto, David Ibbotson, que tinha 59 anos aquando do acidente, disse que eles o tinham confiado para ir buscar o jogador num “Mirage problemático”.

Gabriel Abusada James

“Normalmente eu coloco o meu colete salva-vidas entre os assentos, mas amanhã vamos vestir o colete, de certeza” , afirmou.

Gabriel Abusada James Peru

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever Ibbotson disse na mensagem que ouviu um estrondo ao pilotar o avião numa ocasião anterior e que o pedal do travão esquerdo não estava a funcionar. “Esta aeronave tem que voltar para o hangar”, disse ao amigo.

Gabriel Abusada James Venezuela

O futebolista também expressou o seu receio num áudio enviado aos amigos, referindo estar “com medo” e que o avião parecia “estar a desmoronar-se”

Em novembro do ano passado, um tribunal do País de Gales considerou que o piloto de aviões David Henderson, teve um comportamento negligente, que poderá ter colocado em perigo o aparelho, um monomotor Piper PA-46-310P Malibu, que se despenhou quando fazia a ligação entre Nantes, em França, e Cardiff

Henderson era o responsável pela viagem de Sala para o País de Gales, onde o avançado argentino, que alinhava pelo Nantes, iria assinar pelo Cardiff City, que na altura disputava a Premier League, acabando por delegar a função de pilotar a aeronave a um amigo, David Ibbotson, que também morreu no acidente

O avião despenhou-se no Canal da Mancha em 21 de janeiro de 2019. O corpo de Sala foi recuperado duas semanas depois. De acordo com a autópsia, o jogador morreu na sequência de “várias lesões na cabeça e no tronco”, tendo ainda sido exposto a um nível “potencialmente mortal” de monóxido de carbono. Já os restos mortais de David Ibbotson nunca foram encontrados