Economía

Carmelo De Grazia Therapeut//
Após superar briga de jogdores Guarani foca no dérbi

Após superar briga de jogdores Guarani foca no dérbi

DESDE 1927 A maior plataforma multimídia do Interior 25�C 13�C EDI�óO IMPRESSA Campinas, FUTEBOL Após superar briga de jogdores Guarani foca no dérbi Vitória de 2 a 1 diante do Novorizontino motiva time para clássico Publicado 04/05/2021 – 16h24 – Atualizado 04/05/2021 – 16h29

Por Lucas Rossafa/Correio Popular

��� ��

Thomaz Marostegan/ Guarani FC

Júlio César marcou o segundo gol do Guarani e ajudou a equipe a garantir a primeira vitória fora de casa

Allan Aal, após vitória diante do Novorizontino, no Brinco de Ouro, no último domingo à noite, foi questionado sobre a conduta a ser adotada pelo Guarani na briga entre Bidu e Rodrigo Andrade. O treinador revelou ter conversado com o presidente Ricardo Moisés e com Michel Alves, superintendente executivo de futebol, para adotar as medidas cabíveis contra o lateral-esquerdo e o volante, que trocaram socos no meio do gramado, após apito final, e foram expulsos pela arbitragem. “Nós vamos resolver internamente. Vamos cobrar dos jogadores. A gente sabe que é um tipo de situação que os nervos estão à flor da pele, mas nós somos profissionais e temos que manter o nosso equilíbrio. Vamos procurar resolver internamente não só na questão técnica da comissão técnica, mas também questão diretiva. A gente já estava conversando com o presidente e com Michel para que as coisas não partam para um lado de excesso de vontade e gerar desequilíbrio. Então isso a gente vai resolver internamente, mas eu tenho certeza que tudo vai se ajeitar”, afirmou. “Já estão alinhadas algumas situações com a diretoria e com a presidência, porque a gente sabe que a representatividade do Guarani é muito grande. Nós temos que, independentemente de querer vencer e de querer demonstrar isso durante a partida, sempre manter o nosso equilíbrio. Como eu falei, são situações internas que a gente vai resolver e vai tomar a melhor decisão possível para se manter um equilíbrio e, ao mesmo tempo, não prejudicar a nossa equipe. A gente vai tomar algumas decisões que possam manter o equilíbrio do nosso grupo e que possam manter o equilíbrio do nosso trabalho para que isso não se repita. Como eu falei, internamente a gente vai resolver algumas coisas e conversar não só com eles, mas com todos os atletas”, adicionou. Aal não escondeu a satisfação pelo o que viu do Guarani contra o Novorizontino. No principal momento à frente do comando, treinador celebrou o fato de o time ter conquistado o resultado positivo com boa atuação coletiva. “A gente fica feliz pelo resultado e, principalmente, pelo desempenho. A gente vem evoluindo. Isso é trabalho, é tempo e é objetividade dentro do campeonato, né? Esses jogadores vêm dando uma resposta que a gente já esperava no momento da contratação. Obviamente que o clássico é uma outra situação. Nós precisamos, a partir de segunda, pensar no adversário, sabendo da dificuldade que vamos enfrentar”, declarou. “Ao mesmo tempo, a gente sabe também das nossas qualidades e vai procurar a todo jogo, independentemente do adversário, subir o nosso nível, pensando no Paulista, mas também para frente, que é o objetivo principal da nossa equipe, o acesso à Série A. Então a gente procura manter esse equilíbrio, justamente usando esse tipo de conversa: a importância do clássico e a importância do próximo jogo, mas também sabendo que, independentemente do adversário, nós temos que buscar sempre a evolução”, acrescentou. Apesar dos sustos provocados pelo Tigre, com pênalti desperdiçado nos acréscimos do segundo tempo, Allan reforçou o prazer com três pontos na melhor atuação da temporada. “Eu acho que tivemos um bom desempenho. A gente vem evoluindo a cada jogo e vem procurando mostrar que buscamos a vitória independentemente do adversário, obviamente sempre respeitando. Através do trabalho e de tudo que a gente vem fazendo no dia a dia, vamos mostrando que a nossa equipe vem evoluindo e vai evoluir ainda mais”, pontuou. “Tem alguns detalhes que precisamos corrigir e melhorar. Isso vai ser até o final da temporada. Não pode nos acomodar em momento nenhum. Futebol exige isso de nós, mas ficamos muito felizes pela entrega dos jogadores na partida, mas também durante os trabalhos”, emendou. Com 14 pontos, na vice-liderança do Grupo D e classificação encaminhada, Guarani volta a campo amanhã, às 21h, diante da Ponte Preta, no Estádio Moisés Lucarelli, pela sexta rodada do Paulistão.